Pretas por Salvador é uma candidatura de mulheres vindas da classe trabalhadora!

Nós sabemos o que é lutar pela sobrevivência nessa cidade que se estrutura sobre as desigualdades raciais, de renda e de gênero. Pegamos buzú/metrô/trem lotados, não conseguimos vaga para nossas crianças nas creches, qualquer dinheiro que ganhamos vai todo para pagar as contas da casa.

Salvador é marcada pela pobreza e pela exclusão. A taxa de trabalho informal aqui chega a 40%, sendo a maioria mulheres negras, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Nossa cidade é também recordista em mulheres chefes de família, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), o que nos coloca como as principais referências para o sustento dos nossos familiares.

Responsáveis pelo cuidado dentro e fora de casa, sobrecarregadas pelo trabalho doméstico, com crianças e idosos, muitas de nós ainda passam por situações de violência com parceiros ou ex-parceiros e a estrutura do Estado tem sido insuficiente para nos proteger e apoiar.

O contexto da pandemia da COVID-19 só piorou tudo isso.

É por conhecermos tão bem essa realidade, por vivê-la o tempo todo com nossos corpos, que acreditamos poder fazer uma mandata que consiga atender às necessidades da população.

Conheça nossas propostas:

- Renda básica municipal para as/os trabalhadores informais;

- Prioridade na contratação de mulheres em situação de violência doméstica no Sistema de Intermediação de Mão de Obra (SIMM), administrado pela Secretaria Municipal do Trabalho, Esportes e Lazer (SEMTEL).

Categorias: Propostas